sábado, 22 de Novembro de 2014

físicos

 Quando comecei nesta vida de gay, e quando me diziam “que o físico não interessava”, respondia muitas vezes: pois está bem. A verdade, é que aos 34 anos o físico, a parte física, a beleza, ou o que queiram chamar não é tudo na vida. Primeiro não nos dá tranquilidade, depois acaba e por fim não nos garante felicidade. Já sei, já sei, antes que me atirem as pedras (não estou a fazer discurso de Miss), eu sei que aquilo que nos excita deriva da parte física, o que digo, ou melhor: escrevo, é que não deve ser a premissa fundamental. Porque se estivermos com uma pessoa só porque tem o melhor corpo, porque é o homem mais giro no mundo, ou porque não arranjaremos ninguém mais interessante fisicamente que ele, é meio caminho andado para vivermos numa persistente depressão e acima de tudo, no “vai–e-vem” de dúvidas e incertezas. As constantes investidas na pessoa com quem estamos (ou inversamente, em nós), além de colocar a tentação todos os dias em cima da mesa para a parte que é assediada, deixa no outro lado, a insegurança para a discussão diária e cansativa.


 Ainda sou do tempo que os meus amigos diziam que gostava de “homens-camarão” (para quem não sabe, são homens com corpos trabalhados e cuja cabeça ou cérebro não interessava). Embora recebesse a crítica com um sorriso na cara, a verdade é que a achava injusta, porque acho que não era bem assim. Sempre procurei o pacote completo, e na altura que comecei, ou reequilibrei as constantes da minha “busca”, onde o critério físico descia face ao intelectual, foi o momento que comecei a ficar mais exposto aos outros, dado que me interessava verdadeiramente pela pessoa, a ouvia embebecido e estabelecia cenários na cabeça, apaixonando-me parvamente. Dessas vezes, lixei-me sempre. E ainda ouvia os meus amigos “ele não merece tanto, não é assim tão giro”

 Portanto, “nem tanto ao mar, nem tanto à terra”. 

69

Uau, consegui arrumar a caixa de e-mail até às 69 mensagens. Será algum sinal?

Fonte: E-Mail do Namorado

descubra as diferenças

 Eu juro (mas juro mesmo) que não iria voltar a tocar no assunto e deixar a Miss Piovani em paz. Mas é mais forte que eu - sou um fraco (lololol). 

 Portanto, aqui fica o desafio: o que está a menos na primeira imagem, considerando a segunda, sendo que a segunda é que é a verdadeira?

Imagem 1

Imagem 2


medo

Acabei de me registar num site de casamentos (e eu que só queria ver as fotos).

 Medo (LOL).


20 casamentos inspiradores - pat e billy - casamento 005

 Após um breve noivado, Pat Sandora (31 anos) e Billy Nastyn (30) começaram a ser bombardeados pela família e amigos, com a questão do casamento. Daí, até o formalizarem, foi um pequeno passo que aconteceu em dezembro, do ano passado, em Nova Iorque.

Pat e Billy 
[Os noivos optaram por estilos diferentes, um de gravata, outro de laço]


Pat e Billy 
[Antes da cerimónia ajudaram-se um ao outro a vestir]

Ambiente
[Aproveitando uma ideia do organizador do casamento, os noivos pediram aos convidados casados que fornecessem fotografias desse momento. Assim, os registos foram colocados dentro de molduras e decoraram o espaço] 

Momento do "I do"!

Já casados!

Os doces! 
[A mesa dos "doces" tinha como foco central o cheesecake da avó do Billy, que lhe pediu para elaborar esta sua especialidade porque "cresceu a comer este bolo em todos os eventos familiares e não se imaginava o seu dia de casamento sem ele".]

Pormenor da decoração
[Lanternas de vidro com lâmpadas LED]



Nota: O crédito das imagens é de Weddings by Two, sendo a reportagem da revista "the knot".

virados do avesso

Mais um filme estereotipado... a avaliar pelo trailer oficial... 

mundo


Ainda me falta conhecer tanta coisa.

sábados

 Hoje acordei meio "coisinho". Não sei. Triste, será? Não sei. Mas acordei com vontade de me enfiar novamente na cama, fechar os olhos e esvaziar a mente. Melodramático? Talvez. Mas há sensações, que me deixam assim. Por vezes parece que tenho um sexto sentido para a "coisa", sendo que muitas dessas vezes, "as coisas", acabam por acontecer tal qual como as imaginei, pensei, sonhei, adivinhei ou pressenti. E recorrendo-me da publicação anterior, não acredito em mudanças substanciais nas pessoas. Já aprendi que por mais que fujamos ao que somos, acabamos por ser aquilo que o nosso ADN nos impregnou desde sempre. Não significa que não tivéssemos vontade de mudar, de ser melhores ou diferentes, mas a genética nem sempre nos permite avançar nesses desígnios. E o chato destas "coisas" é sempre que alguém (ou "alguéns") sai magoado. Muitas das vezes sem necessidade. 


Ah e já agora: O Sócrates foi detido (só para os mais distraídos, porque não se fala noutra coisa).  

constatações

Realmente há coisas que nunca mudam. É sempre uma questão de meses ou anos.

sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

dúvidas das nove e poucochinho

 O Obama vai legalizar 5 milhoes. Mas se eu me casar com um americano fico com dupla nacionalidade? 

quinta-feira, 20 de Novembro de 2014

realeza I

RIP Duquesa de Alba!

Fonte: google.

carlos do carmo

Parabéns pelo Grammy!

parabéns

 O João Moleira (ou mais conhecido como o-meu-fetiche-de-homem-português) fez anos. Eu sei que vão tarde os parabéns. Mas antes tarde... do que dar cedo. Diz que é preferível e mais estimulante (embora já exista cura" para isso lololol).

Fonte: daqui

o menino do terceiro

 Na senda do menino do Continente e do Jumbo, resolvi inaugurar a rubrica do "o menino do terceiro"

 No edifício onde trabalho existem várias empresas a laborar, de ramos diferentes, assim como uma espécie de incubadora, e não fosse o facto de ser nos subúrbios, até poderia imaginar que estava a trabalhar num sítio espectacular. Adiante. Falei aqui em tempos do meu vizinho do segundo andar, que além de trabalhar numa empresa de camiões, era modelo e tirava fotos "artísticas" (todo nu e nalgumas delas via-se um rabo, que toda a gente salivava por ele). Mas esse, com muita pena minha, saiu dali porque a empresa mudou de local. Nunca mais o vi (o que é uma pena, diga-se para memória futura). 

 Há umas semanas, num sítio onde só trabalham cotas, mulheres chatas, miúdas histéricas, duas bixas malucas e eu, apareceu um miúdo, todo giro, pobre de giro, magro, mas giro (acho que me estou a repetir) que inicialmente não relacionei, mas que descobri que trabalhava no terceiro andar. Já me tinha encontrado com ele na porta de entrada, no restaurante à hora de almoço (um dia perdi o amor ao dinheiro e almocei fora lololol) e na sala do café (conforme já registei neste digníssimo blogue também). Ultimamente temos "marcado" encontro na caixa de escadas. Ele porque vai fumar para a janela, eu porque ando cima e abaixo, a imprimir trabalhos.

 Ontem, ia a descer e vi-o. Ele abriu a cara com um sorriso de orelha a orelha (aliás como já tinha feito no "momento" do café) e desde o "olá, tudo bem", do "bom dia", do "até já" e do "olá outra vez" deu para perceber a simpatia do rapaz. Hoje, novamente, vou a descer para tratar de uma questão de trabalho, e lá está o miúdo a fumar, desta vez com um amigo. Ele não reparou em mim (estava de costas) e o amigo olhou. Passei por eles, olhei para o colega dele, disse "bom dia" e segui. Estava ainda a fechar a porta, quando ele disse: "olá, bom dia, tudo bem?" (sempre com um sorriso malandro na cara e aquela cara de puto simpático). Estou farto daquele trabalho, mas agora já sei que se precisar de espairecer, basta descer até ao "terceiro"... pode ser que ele esteja por lá a fumar (lololol).

já que chove lá fora...

Vão umas "estrelitas"? :D

Fonte: Namorado

SIMMMMMMMMMMMMMMMM!

(e ando a fazer dieta não sei para quê... GORDO, GORDO, GORDO!)

quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

natal

 E o natal aproxima-se velozmente... e o trabalho adensa. E eu sem tempo para nada. Logo eu... que adoro o natal. Post sem interesse? Sim, admito que sim. Poderia falar do encontro imediato que tive com o meu novo vizinho do 3.º andar... muito simpático e expansivo... que me abriu a porta e tudo, ou ainda, da conversa de hoje com o "destemido" PT do ginásio... Poder podia... mas não era a mesma coisa (LOL). Vou fazer greve e volto amanhã, porque alguns têm sido muito "mauzinhos" este ano e como tal não têm direito a prendinhas no sapatinho. Só mesmo com o sapatinho pela cabeça abaixo (LOLOLOL).