quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

conselhos do mesquinho 004

 Utilizar a coerência. Sempre. Não é por fazermos uma coisa e dizermos outra, exigindo que a pessoa tenha determinado comportamento (diferente daquele que temos para com ela), que mostramos uma diferença positiva, ou que conseguimos demonstrar que a pessoa poderá estar errada naquilo que defende.

constatações

É em dias como este, que vejo que rapar o cabelo a pente 1 faz diferença.

amplitude

Fonte: Apanhado no Pinterest


Porque há pessoas com uma grande amplitude... nem que seja de pernas.

Até amanhã.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

censura

 Tinha que haver uma primeira vez. Foi hoje. Cometi censura neste blogue. Deus me perdoe. Caro Anónimo, não te dês mais ao trabalho porque deixei de ser Charlie.

calores

50 coisas que os gays têm de fazer antes de morrer - 30/50

E seguem mais 10!


22. Fazer uma semana de ski gay (ou sku?).








30. Namorar alguém mais novo que tu.


 O ponto 21 gostava de fazer, o 22 nem por isso, o 23 bastava-me ir a Colónia e Estocolmo. Sobre o 24, bom, tecnicamente não andei em roupa interior... mas andei em tronco nu em Ibiza, numa festa da espuma, portanto eu acho que se adequa (e também devia contar o 25 lolol não foi Sitges, mas foi em Espanha lolol)*. Sobre o 26 confesso que gostaria imenso de fazer, junto dos países nórdicos. Já o 27, não fiz, nem sinto muita vontade em... e o 28... estive lá (Amesterdão) o ano passado, mas não aproveitei a oportunidade.Tenho que voltar. 
 Não andei de mãos dadas nos transportes públicos (29), mas andei na rua. E sobre namorar alguém mais novo que eu (30), bom... tem sido a minha sina (lololol).

*Depois de ter visto as fotos, tenho que dizer que não é bem a mesma coisa lololol

preferências

 Apesar de dizer que, genericamente, prefiro um homem musculado e alto, nunca namorei homens musculados. Só altos.

casamentos

Eu acho que é música de casamento:

 


E com este cenário:

Fonte: Daqui.

comentários

 Ainda me queixo eu dos anónimos, da falta de classe, educação e coragem... Se for a ver, ainda sou um sortudo (LOL).

conversas parvas

Uma colega: É pah, qualquer dia vais precisar de um soutien…
 
Eu: Desculpe?
 
Uma colega: Sim, estás a ficar com mamas. Isso do ginásio anda a dar resultado. Tens que fazer menos.
 
Eu: Sempre as tive, mas hoje como fiz exercícios de peito no ginásio é natural que se note mais.
 
Uma colega: E com essa camisa, ainda se nota ainda mais.
 
Eu: A camisa é normal. É lumbersexual.
 
Uma colega: Lambe quem?
 
Eu: Exatamente. É a piada que faço sempre.

memória futura

  Há 70 anos atrás, neste preciso dia 27 de Janeiro, as tropas soviéticas entravam campo de concentração de Auschwitz. Serve este pequeno texto para prestar uma singela homenagem a todos os que pereceram às mãos de uma ideologia macabra. E apesar de ser comummente conhecida a perseguição aos judeus, não podemos esquecer, que para este campo de concentração também eram enviados deficientes, ciganos, homossexuais e outras pessoas consideradas subvertidas/diferentes.
 
 Como homossexual, deixo ficar outra homenagem mais específica a todos, que por serem como eu (ou eu como eles - uma questão de semântica), sofreram nessa condição, deixando ficar duas transcrições:
 
"O dia começava, regularmente, às 06h00m (ou 5h00m no verão) e em apenas meia hora, nós tínhamos que estar lavados, vestidos, com as nossas camas feitas ao estilo militar. Se ainda houvesse tempo, era possível tomar o pequeno-almoço, que significava comer apressadamente uma mistura de farinha fina, quente ou morna, com um pedaço de pão. De seguida íamos para a parada para a chamada matinal. Após a contagem começávamos a trabalhar, no inverno desde as 7h00m até às 17h00m, e no verão desde as 7h00m até às 20h00m, com meia hora de pausa. Depois do dia de trabalho voltávamos de imediato ao campo para formarmos novamente uma parada para a contagem noturna."
 
Heinz Heger (pseudónimo), "The Men with the Pink Triangle"
 
"Se o trabalho forçado, os castigos brutais e duros, não fossem por si só, algo a temer, muitos homossexuais eram selecionados para experiências médicas realizadas pelos médicos das SS. No campo de concentração de Auschwitz-Birkenau SS, por exemplo, o médico Carl Vaernet tentava encontrar uma “cura para a homossexualidade” através de uma intervenção cirúrgica onde era utilizadas cápsulas de testosterona."
 
www.hardenet.com, com tradução livre

desabafos

É pah, a sério! Alguém está mesmo a precisar de dar uma valente trancada! Mas o que vêm para aqui fazer? Eu quando não gosto de algo, não compro. Além do que, aqui não vendo nada. Que falta de sentido de humor, chiça! Quem diria que aos 34 anos iria ser vítima de "bloglling"! Lololol 

blog gay awards - coming soon


segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

problemas de consciência

 Vai uma pessoa ao ginásio perder imensas calorias, pimba na passadeira, corre que nem um desalmado, sempre focado, e mesmo com a hérnia a doer, não pára, transpira, pimba, dá-lhe, passa para a elíptica, mais 30 minutos sem parar, pimba, dá-lhe, força, vamos não pára! Ainda se faz uma aula de abdominais de 15 minutos, dor intensa, mas está quase ai o verão, certo? Vamos, não desiste! Levanta esse rabo do chão, comprime a barriga, dói? Sim? Temos pena. Não pára. E uma pessoa sai dali de rastos.

 Vai tomar banho e aparece o jeitoso musculado, todo nu, giro, bem feito, com o rabo bem torneado, cheio de tatuagens e com ar de bad boy, a ajeitar à toalha na cintura, mas com todo o tempo do mundo e badala a anca com um ar extremamente sexy… aqueles olhos azuis e o cabelo preto espetado dão-lhe um ar ainda mais gostoso e pensámos: é a nossa recompensa. Valeu a pena! Boa! É esta a sensação de se ter dado tudo no treino. Yes! Afinal Deus existe!


 Depois ainda se vai ao supermercado comprar pão integral e fiambre de peru para os lanches matinais e vamos cheios de vontade de ser rigorosos na dieta, compramos aveia, tudo ligth. Vamos ao pão conforme inicialmente delineado, e além do pão integral compramos um pão com chouriço. Haja coerência. Pronto. Não faz mal, come a porcaria do pão e cala-te, amanhã compensas. Tiras o carro do estacionamento. Entras na CRIL. Acidente. Filas de quilómetros. Fuck. Isto só a mim. MAS PORQUE É QUE COMI O PÃO COM CHOURIÇO! Isto é castigo divino. Cheguei a casa há pouco. Morto. E com um pão com chouriço na consciência. MAS PORQUE É QUE COMI O PÃO COM CHOURIÇO!

conversas

A Chefe: Cortaste imenso o cabelo. Não exageraste?
 
Eu: Correção: Não cortei, rapei.
 
A Chefe: Sim, isso. Não foi demasiado?
 
Eu: Não. Rapei-me todo.
 
A Chefe: Acho que vou almoçar...

almoço

Eu: E é arroz branco para acompanhar se faz favor.
 
Senhora da restaurante: Não temos.
 
Eu: Então pode ser essa mistura de vegetais.
 
Senhora do restaurante: Quererá dizer legumes?
 
*Faço a minha cara de "estás a levar uma chapada não tarda ó croma do caraças, que tem a mania que é engraçada, mas comigo não te safas porque além de estar sem paciência, estou com mau humor gigantesco porque parti os óculos de sol e espero sinceramente, que caias em cima do molho de frutos vermelhos e que venham todas as formigas do universo para te comerem viva ao mesmo tempo que guinchas que nem uma porca" *
 
Eu: Isso. Se faz favor (manso, manso, manso).

encontros imediatos

  E aquela cena, digna de novela mexicana de segundo escalão, que acontece quando vamos almoçar com a nossa colega tarada, e percebemos que na fila atrás de nós, está aquele rapaz que conhecemos de “outros carnavais” e que actualmente namora (ou anda enrolado) com o nosso ex que nos odeia de morte, e fingimos de conta que nunca nos vimos, embora aquele olhar denuncie logo que "ali há gato"? Não podia ter começado melhor a semana. Sim, porque todos temos um passado e este não folga dia nenhum (lololol).   

disney

 Já tinha confessado aqui, mas nunca é demais dizê-lo: adoro o Mickey! A personagem da Disney, claro está! Bom dia!

Fonte: Apanhado no Facebook






domingo, 25 de janeiro de 2015

hum hum

O Miguel R já me tinha falado no miúdo. Como não sabia quem era, fui ler a notícia no Dezanove para ficar dentro (salvo seja) do assunto - mas isto de ver fotografias e sem ouvir a voz do senhor, não é a mesma coisa. Hoje, como o meu Office resolveu dizer-me que era pirata (este agora também já manda, queres ver) tive que ligar a televisão para me ocupar, enquanto tentava mostrar quem é que tem razão cá em casa (raio do Office é muito indisciplinado e já me estava a dar nervos porque não aceitava código nenhum). Adiante. Vi o moço no "Achas que sabes Dançar" na SIC. E que moço.  

Hum, Hum (LOL). Gosto.

Fonte: daqui!

resoluções

 Vinha agora a conduzir para casa e passa na (ou no) rádio esta música que é linda (linda, linda linda!) e fez-me lembrar uma vontade de adolescente, de querer aprender a tocar viola. Acho que me vou meter nisso, até porque, e apesar de cantar horrivelmente mal, gostava de fazer uma serenata a alguém (lololol).